quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Município encerra Eu Participo! com reunião pública para apresentação de resultados


O ciclo 2016 do Projeto “Eu Participo!” encerra, no dia 5 de dezembro, às 21h00, na Biblioteca Municipal de Palmela, onde o executivo municipal realizará uma reunião pública para apresentação de resultados e da proposta de Orçamento 2017 e GOP (Grandes Opções do Plano) 2017-2020 à população.
Amplamente participado nas duas fases anteriores, em abril e setembro, este processo, que contribui para uma gestão mais transparente e partilhada, permitiu ao Município integrar nas GOP um número considerável de novos investimentos (propostos, debatidos e validados pelos/as participantes), pelo que os resultados refletem as expetativas e necessidades dos diversos agentes locais.


Câmara e associações juvenis promovem atividades de ocupação de tempos livres




A Câmara Municipal de Palmela em colaboração com associações juvenis do concelho promovem, entre 9 e 29 de dezembro, o programa “ CRJ no Natal”, um conjunto de atividades de ocupação dos tempos livres, a decorrer durante a época festiva que se aproxima, nos Centros de Recursos para a Juventude de Palmela, Pinhal Novo e Quinta do Anjo.
 Destinado a residentes no concelho com idades entre os 12 e os 17 anos, este programa tem participação gratuita e integra, entre outras atividades, um torneio de League of Legends, oficinas formativas, ensaios abertos e competições intra e inter CRJ´s.
A participação no “CRJ no Natal” é sujeita a inscrição, até dois dias úteis antes da atividade pretendida. Inscrições e mais informações: 212336629 | juventude@cm-palmela.pt | www.juventudeinterativa.org e www.cm-palmela.pt).





Postais de natal digitais e rede social facebook inspiram "Clique Sem Idade"


            No âmbito do "Clique Sem Idade", projeto municipal de sensibilização às TIC – Tecnologias de Informação e Comunicação, destinados à população de idade maior, a Câmara Municipal de Palmela promove duas iniciativas, em dezembro, em Palmela e Pinhal Novo, para partilha de conhecimento sobre postais de natal digitais e a rede social Facebook.
No dia 6, entre as 14h30 e as 16h30, a Associação de Idosos de Palmela acolhe a oficina “Quem disse que já não se enviam postais?”, para pesquisa, seleção e envio de postais de natal e dia 14, entre as 10h00 e as 12h00, a Biblioteca Municicpal de Pinhal Novo   recebe a iniciativa  “conversas.com: a internet e a rede social facebook – interesses, motivações e utilização responsável na idade maior”, para partilha de ideias e conhecimentos sobre esta temática.
Estas duas iniciativas, destinadas a uma população com mais de 55 anos, têm como parceiros a Associação de Idosos de Palmela e o Centro de Competências TIC – Escola Superior de Educação/ Instituto Politécnico de Setúbal.
Mais informações e inscrições através da Divisão de Educação e Intervenção Social da Câmara Municipal de Palmela: telf. 212336606 | e-mail deis.geral@cm-palmela.pt | www.cm-palmela.pt.




terça-feira, 22 de novembro de 2016

Tertúlia poética reúne na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo para homenagear Ruy Belo



No dia 25 de novembro, às 21 horas, a sala de leitura da Biblioteca Municipal de Pinhal Novo é palco de um encontro para debater a vida e obra de Ruy Belo. A iniciativa decorre no âmbito do projeto “Palavras na nossa terra” e tem participação livre.
Nascido em 1933, Ruy Belo teve uma vida curta (faleceu em 1978) mas profícua, deixando um vasto legado em diversas áreas. Licenciado em Filologia Românica e em Direito pela Universidade de Lisboa e Doutorado em Direito Canónico pela Universidade de S. Tomás de Aquino, em Roma, o escritor foi professor do ensino secundário, leitor de Português na Universidade de Madrid e bolseiro de investigação da Fundação Calouste Gulbenkian. Trabalhou como tradutor de francês, passou, também, pela imprensa, como chefe de redação da revista Rumo, foi diretor literário de uma editora e passou, ainda, pela administração pública, enquanto adjunto do Director do Serviço de Escolha de Livros do Ministério da Educação Nacional.
Foi com “Aquele Grande Rio Eufrates” (1961) e “O Problema da Habitação” (1962) que deu início à sua obra poética, bastante influenciada pelos movimentos neo-realista e surrealista. Interrogações acerca da vida e da morte, entre a religião e a metafísica, sempre em busca da identidade do ser, marcam a sua obra, onde há lugar, também, para uma visão interventiva e de compromisso, em relação à realidade social da época e à luta por um mundo melhor.


Vinhos da Península de Setúbal presentes na Feira Iberoamericana de Gastronomia


Os vinhos da Península de Setúbal estão presentes, através da Rota de Vinhos, na FIBEGA 2016, Feira Iberoamericana de Gastronomia, a decorrer em Mérida, Espanha.
A participação, entre 20 e 22 de novembro, acontece a convite da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, e, além dos vinhos, aposta na prova e venda de outros produtos regionais, caso do Queijo de Azeitão, da Fogaça de Palmela e das Compotas.
A FIBEGA, na sua primeira edição, integra a programação de Mérida, "Capital Iberoamericana de la Cultura Gastronomica 2016" e pretende ser uma montra da oferta e das oportunidades da cultura gastronómica nos territórios da Península Ibérica e dos países da América Latina. A par de mostras e provas orientadas pelos grandes chefs destes países, a feira acolhe, ainda, o I Congresso Iberoamericano da Cultura Gastronómica. São esperados mais de 15 mil visitantes no certame, com destaque para profissionais e empresários do setor.



Feiras do Livro de Natal no Mercado de Pinhal Novo e na Biblioteca de Palmela


Até 14 de dezembro, a Câmara Municipal de Palmela e o Grupo Porto Editora promovem duas novas Feiras do Livro no concelho, a propósito da quadra festiva. Entre 26 de novembro e 4 de dezembro, o Mercado Municipal de Pinhal Novo recebe a primeira feira e, entre 7 e 14 de dezembro, será a vez da Biblioteca Municipal de Palmela acolher a iniciativa.
            A promoção do livro e de hábitos de leitura, em particular, junto do público mais jovem, é o principal propósito da iniciativa, que oferece uma grande variedade de títulos, todos com desconto de 15% sobre preço de capa.
            Mais informações através do e-mail bibliotecas@cm-palmela.pt.






Produtores da região reunidos no Festival do Moscatel


Nos dias 3 e 4 de dezembro, a Câmara Municipal de Palmela e a Rota de Vinhos da Península de Setúbal promovem mais uma edição do Festival do Moscatel. O Cine-teatro S. João, na vila de Palmela, é palco do certame, que reunirá os principais produtores de Moscatel de Setúbal.
Além da mostra, prova e venda de Moscatel de Setúbal, Moscatel Roxo e de brancos, tintos e espumantes elaborados a partir da casta Moscatel de Setúbal, o certame integra um programa de animação, recheado de provas orientadas por enólogos, show cookings, conferências, animação musical, demonstração e prova de cocktails com base de Moscatel. A doçaria regional, as compotas e os licores também marcam presença, sendo de sublinhar uma prova de Moscatel de Setúbal e Moscatel Roxo, acompanhados pelos novos Bombons de Moscatel de Setúbal, numa parceria entre a Quinta do Piloto e a Confeitaria S. Julião. No dia 3, às 18h30, destaque, também, para o Brinde comemorativo do 5.º aniversário da distinção de “Palmela Cidade Europeia do Vinho 2012” e para a entrega de diplomas aos produtores do concelho de Palmela premiados no XV Concurso Internacional de Vinhos “La Selezione del Sindaco”. Na vila, uma Rota dos Petiscos e Moscatéis oferece novas oportunidades de degustação e visita.
Com entrada livre, este será um momento privilegiado de promoção e visibilidade para o Moscatel de Setúbal DOC e para a dinamização da economia local, proporcionando a quem nos visita a oportunidade de adquirir produtos de grande qualidade para degustar ou oferecer na quadra festiva.
O certame conta com o apoio da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e da Caixa de Crédito Agrícola de Entre Tejo e Sado.

O Moscatel de Setúbal

A área produtora de Moscatel de Setúbal foi demarcada em 1907 por Decreto de 10 de Maio, confirmado mais tarde pelo Decreto de 1 de Outubro de 1908. No entanto, é historicamente conhecida a sua produção e exportação há vários séculos, em particular, para Inglaterra. Elaborado a partir das uvas Moscatel de Setúbal, que lhe dão o nome, este vinho doce e aromático é extremamente versátil, podendo ser servido como aperitivo ou digestivo. Nos últimos anos, várias marcas produzidas no concelho de Palmela e na região têm sido reconhecidas internacionalmente, nomeadamente, no concurso “Muscats du Monde”, afirmando o Moscatel de Setúbal como um dos melhores do mundo.

Horário:
Dia 3 dezembro, sábado | 15h00 às 00h00
Dia 4 de dezembro, domingo | 15h00 às 20h00
Entrada livre. Copo oficial e uma prova de Moscatel de Setúbal = 1,50€ 

Consulte o programa completo em www.cm-palmela.pt.
                        


Livro de José António Cabrita apresentado no Auditório Municipal



No dia 28 de novembro, às 21 horas, o Auditório Municipal de Pinhal Novo é palco da apresentação do livro “Na lonjura de Timor/ lha dook rai timor”, de José António Cabrita. Nascido em 1949, o autor estudou e ensinou Sociologia, tendo-se dedicado, também, à investigação de diversos temas, entre os quais, um que lhe é particularmente caro: a cultura caramela e a história de Pinhal Novo. A este propósito, escreveu, por exemplo, “José Maria dos Santos. E antes do «grande agricultor?»” (1999), “Folclore da região caramela ou folclore de feição caramela entre Tejo e Sado?” (2000) ou “Rio Frio, retrato de uma grande casa agrícola” (2006). Timor, onde já viveu em três períodos distintos, é outra das suas paixões e tema de reflexão, da qual nasceram publicações como “ET Wave – Mulheres de Timor Leste contra a violência e pelo cuidado das crianças” (2001) e, mais recentemente, “Expressões de uma lusofonia doida. Casos de deportação política para a lonjura de Timor” (2015).
A apresentação do livro “Na lonjura de Timor/ lha dook rai timor” está a cargo de João Reis Ribeiro, professor de Língua Portuguesa e Presidente da Associação Sebastião da Gama. A sessão conta, também, com um momento musical pelo grupo coral da SFUA – Sociedade Filarmónica União Agrícola, de Pinhal Novo.




segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Município cria Dossiê “Educação em Direitos e Cidadania Democrática”



A Câmara Municipal de Palmela assinala o 27.º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança, efeméride comemorada no dia 20 de novembro, com um desafio lançado às escolas e instituições educativas do concelho, através da distribuição do Dossiê “Educação em Direitos e Cidadania Democrática”, que integra diversas propostas de atividades para explorar esta temática.
Recorde-se que, em 2011, a autarquia iniciou o “Eu Participo”, projeto que cresceu, em 2015, com o Plano Municipal de Promoção da Participação Infantil e Juvenil, a partir do qual foi assumido o compromisso de promover e colaborar com as instituições locais e junto das crianças e dos jovens do concelho, uma educação em direitos humanos e cidadania democrática.
Com a implementação do referido plano, o Município associou-se ao estabelecido na Carta do Conselho da Europa, sobre a Educação para a Cidadania Democrática e a Educação para os Direitos Humanos, adotada no quadro da Recomendação CM/Rec (2010) do Comité de Ministros.
A Convenção sobre os Direitos da Criança reconhece a criança como cidadã desde que nasce e considera que ouvi-la em todos os processos que a envolvem é uma responsabilidade do Estado. É, também, um dever de todas/os, incluindo as instituições que lidam diretamente com as crianças e jovens, facultar informação e garantir que estejam em condições de formar opiniões próprias, expressando-se livremente sobre os assuntos.




Presépio em tamanho real e mercado de produtos regionais animam Centro Histórico


No âmbito do compromisso de mandato vertido no objetivo estratégico de dinamização do Centro Histórico de Palmela, a Câmara Municipal vai promover, este ano, um programa intitulado “Natal em Palmela”, que pretende potenciar o aumento dos fluxos turísticos ao núcleo mais antigo da vila e dinamizar a economia local - programa que terá continuidade nos próximos anos e que se prevê candidatar ao Portugal 2020. Assim, entre 9 de dezembro e 6 de janeiro, Palmela estará amplamente iluminada com motivos alusivos à quadra festiva e contará com a presença de um Presépio de Natal, da autoria da escultora Teresa Martins, cujas referências artísticas são reconhecidas a nível nacional, onde além das figuras de caráter religioso, também terão lugar personagens de cariz etnográfico, devidamente identificadas, que retratam algumas das figuras mais emblemáticas da vila, no século passado, e as suas vivências. Será um Presépio em tamanho real, fortemente ligado à história e às tradições locais, e dará origem à realização de visitas guiadas.
Além do Presépio, o “Natal em Palmela” contará, também, aos fins de semana, a partir de 10 de dezembro, com um Mercado, localizado no arrabalde, no “coração do Centro Histórico”, onde os visitantes terão oportunidade de adquirir artigos regionais de qualidade para as suas compras natalícias. Música, oficinas de danças tradicionais, atividades infantis com o Pai Natal, Duende Malabarista, pinturas faciais e modelagem de balões são algumas das animações de rua que irão complementar este Mercado de Natal e convidar a uma visita.

Em Palmela, a quadra festiva é vivida intensamente até 6 de janeiro, Dia de Reis, altura em que a população e o movimento associativo saem à rua para cantar as Janeiras.