segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Os Freires da Ordem de Santiago estão quase a chegar a Palmela!


Palmela está em contagem descrescente para a III Feira Medieval, que decorre nos dias 23, 24 e 25 de setembro, numa organização do Município com a Aliusvetus - Associação Cultural História e Património. Com a instalação definitiva da Ordem de Santiago no Castelo de Palmela como tema, a Feira volta a crescer, este ano, para acolher feirantes e visitantes, integrando a área do Castelo, a zona do arrabalde do Centro Histórico e o Parque Venâncio Ribeiro da Costa. Tal como o recinto, o horário de funcionamento da feira também foi alargado: sexta-feira, das 17h00 à meia-noite e no sábado e domingo, entre as 11h00 e a meia-noite.
Inspirados pelas histórias e pelas culturas que se cruzaram no coração da vila, ao longo dos séculos, estes três dias de festa convidam os visitantes a viver um ambiente de alegria, com um vasto programa de animação, recheado de música, dança, torneios, espetáculos de fogo e animação permanente, com acampamentos temáticos e itinerante, com teatro e artes de rua.

Esta iniciativa, que já conquistou a comunidade e diversas estruturas locais, que participam voluntariamente no evento, para acolher da melhor maneira, todos os que nos visitam, oferece, ainda, programas especiais, nomeadamente, para o público infantil e famílias  - O Anfiteatro Bosque, no Parque Venâncio Ribeiro da Costa.
Consulte o programa completo aqui e não se esqueça de adquirir as suas entradas no Posto de Turismo, no Castelo de Palmela; na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo ou na Casa Mãe da Rota de Vinhos, em Palmela.





sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Segunda fase do "Eu Participo!" arranca com sala cheia em Pinhal Novo


      A segunda fase do processo “Eu Participo!” 2016 arrancou ontem, dia 15 de setembro, em Pinhal Novo, com a primeira reunião com a população - com sala cheia e um debate amplamente participado, com mais de uma dezena de intervenções - para apresentar os resultados da auscultação efetuada em abril e hierarquizar os projetos mais defendidos pelos munícipes.
     O Presidente da Câmara Municipal, Álvaro Balseiro Amaro, começou por recordar o ciclo deste processo, que culminará em dezembro, com a apresentação dos resultados e da proposta de Orçamento 2017 e Grandes Opções do Plano e apresentou um ponto de situação sobre os inquéritos e propostas registadas em abril.
     O Plano Plurianual de investimentos para a Freguesia de Pinhal Novo integra um vasto conjunto de intervenções, com destaque para a execução de arranjos exteriores, em substituição dos promotores, no Loteamento da Graúda (Urbanização da Cascalheira); a ligação Intermodal Pinhal Novo Sul (Estação Refer); o prolongamento até ao limite do concelho da Ciclovia envolvente poente ao Pinhal Novo e outros investimentos não incluídos em plano, nomeadamente, o asfaltamento da Rua 5 de Outubro, no Bairro Pinheiro Grande (dois troços); a repavimentação da Rua do Trabalhador Rural/ EM 575, entre a Palhota e a Lagoa da Palha; a requalificação da Praceta João Coelho Possante e do Largo da Mitra; a criação do Parque Verde Urbano na Ribeira da Salgueirinha e o prolongamento da rede de águas residuais domésticas na Lagoa da Palha.
     Os inquéritos, planos de investimentos para cada freguesia e restante documentação estão disponíveis para consulta e preenchimento na página do Município, aquiOs inquéritos podem ser enviados por via digital ou entregues em papel, até ao dia 7 de outubro.
     Esta segunda fase do “Eu Participo!” culmina no dia 21, com uma reunião na Biblioteca Municipal de Palmela. O envolvimento de todos neste processo, é fundamental. Participe!

Calendário de reuniões | Setembro

Dia 16 | 21h00 - Junta de Freguesia de Quinta do Anjo
Dia 19 | 21h00 – Espaço Cultural Multiusos de Águas de Moura
Dia 20 | 21h00 – Centro Cultural de Poceirão
Dia 21 | 21h00 – Biblioteca Municipal de Palmela







quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Feira Medieval em Palmela - adquira já as suas entradas!


A 3.ª Feira Medieval em Palmela decorrerá entre 23 e 25 de setembro. Os interessados em participar nesta viagem no tempo, poderão adquirir já as suas entradas, junto do Posto de Turismo, no Castelo de Palmela; da Biblioteca Municipal de Pinhal Novo ou da Casa Mãe da Rota de Vinhos, em Palmela.

Cada entrada corresponde a uma pulseira e a um bilhete. A sua compra atempada facilitará o acesso ao recinto do evento.


                   1 DIA | 6.ª FEIRA | Pulseira Verde  | 2,50 euros

                   1 DIA | SÁBADO | Pulseira Vermelha | 2,50 euros

                   1 DIA | DOMINGO | Pulseira Amarela | 2,50 euros

                   3 DIAS | Pulseira Preta | 5 euros


A Feira Medieval em Palmela é uma organização conjunta da Alius Vetus – Associação Cultural História e Património e da Câmara Municipal de Palmela.



Município de Palmela reforça recolha de resíduos


A Câmara Municipal de Palmela está a reforçar a campanha de recolha de resíduos, face ao incumprimento do prestador de serviço e ao registo de alguns problemas nesta matéria, em especial, com a deposição ilegal de monos e resíduos verdes, em diversos locais do concelho.
Perante esta situação, que afeta sobretudo a freguesia de Quinta do Anjo, a Autarquia tem vindo a adotar medidas em várias frentes, para repor o serviço, por forma a garantir a qualidade da higiene urbana e a gestão correta da cadeia de resíduos. Recorde-se que, antes do verão começar, foi reforçada a aquisição de serviços de recolha de indiferenciados e monos, antevendo as normais ausências para gozo de férias; face às falhas mais recentes, foi feita, na passada semana, nova aquisição de serviços, para possibilitar a recolha imediata e uma atuação célere perante qualquer falha; foram aplicadas as penalidades previstas na lei ao prestador de serviços SUMA, face aos incumprimentos detetados; solicitou-se o reforço da fiscalização nas áreas mais críticas do concelho e foi implementada uma nova campanha de informação e sensibilização.
O Município está a monitorizar permanentemente a situação e a adotar medidas estruturais e de curto prazo, sendo certo, porém, que o espaço público é de todos, a obrigação de cumprir a lei, os regulamentos e as regras de civismo é de todos e, só com a colaboração de todos, é possível manter o território limpo, ordenado e com bom ambiente.

Câmara, Diocese e Paróquia asseguram reabilitação da Capela de S. João Baptista


A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública de 7 de setembro, a celebração de um Protocolo de Cooperação e de um Contrato de Comodato entre o Município, a Diocese de Setúbal e a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Santa Maria e S. Pedro de Palmela, relativos à reabilitação da Capela de S. João Baptista.
Localizada no Largo de S. João, no Centro Histórico da vila, a Capela de S. João Baptista foi templo do Balio de Leça, Ordem dos Hospitalários de S. João de Jerusalém ou Ordem de Malta e está classificada como Valor Concelhio, sendo propriedade da Diocese de Setúbal. Dessacralizada em 1910, o imóvel tem vindo a degradar-se progressivamente, tendo deixado de ser usado para a realização de eventos culturais, devido ao estado de conservação.
O presente Protocolo destina-se a garantir a reabilitação e requalificação da Capela, nomeadamente, através de candidaturas a programas de financiamento comunitário, estadual ou outros, em particular, do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano e da sua inclusão no PARU – Plano de Ação de Regeneração Urbana do Centro Histórico de Palmela.  Além da gestão da Capela, o documento prevê, ainda, a identificação, estudo, conservação, valorização e divulgação do património histórico-cultural e religioso local e regional.
Através do Contrato de Comodato, a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Santa Maria e S. Pedro de Palmela cede o monumento ao Município de Palmela, por um período de 25 anos.


Palmela vai ser zona livre de cultivo de variedades geneticamente modificadas


A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública de 7 de setembro, a proposta de estabelecimento do território do Município como zona livre de cultivo de variedades geneticamente modificadas, documento que será sujeito à deliberação da Assembleia Municipal.
O cultivo de organismos geneticamente modificados está em desalinhamento com as políticas municipais de defesa do ambiente e da agricultura sustentável e possui fortes impactes negativos na natureza, na economia local,  na sociedade e na saúde.
Palmela é um território que prima pela cultura de produtos endógenos de grande qualidade, que o município tem  vindo a promover como fator diferenciador e promotor de uma economia sustentável de base local. O eventual cultivo de transgénicos colocaria em risco o nosso património genético e o prestígio dos produtos agrícolas e seus derivados.
Esta proposta surge no âmbito das consultas determinadas por lei, realizadas pelo Município, onde se constatou não existirem notificações de cultivo de variedades geneticamente modificadas no concelho, por parte da Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo. Constatou-se, ainda, que a Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal se pronunciou favoravelmente quanto a esta intenção e que não houve qualquer pronúncia, no prazo estabelecido para o efeito, ao edital (143/DADO-DAG/2016), relativo à intenção do município de promover o estabelecimento de uma zona livre do cultivo de transgénicos.


Leonor Medeiros é campeã nacional de jovens em golfe


A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública de 7 de setembro, uma saudação a Leonor Medeiros, pela conquista do título de campeã nacional em golfe, no escalão de sub-14. Segue, abaixo, o texto integral da Saudação:

“Leonor Medeiros, residente em Aires, sagrou-se campeã nacional de jovens em golfe, no escalão de sub-14. A jovem golfista, que representa o Quinta do Peru Golf & Country Club, conquistou o título durante o evento realizado em julho, no Belas Clube de Campo, dando continuidade a um percurso de sucesso, já validado, anteriormente, como campeã de sub-12, em 2014.

Também em julho, Leonor Medeiros venceu a 8.ª edição do Oceânico World Kids Golf, em sub-14, torneio internacional que contou com a participação de 155 jogadores, entre os 7 e os 18 anos de idade, de 14 nacionalidades. A golfista terminou com um agregado de 86 pontos gross, naquele que foi o seu 4.º título no Oceânico World Kids, em cinco participações.

A Câmara Municipal de Palmela, reunida a 7 de setembro, saúda Leonor Medeiros pelas vitórias no Campeonato Nacional e no torneio Oceânico World Kids Golf, formulando votos de sucessos continuados na sua carreira no mundo do golfe, aos níveis nacional e internacional, onde se afirma, já, como um dos valores seguros das novas gerações”.



terça-feira, 13 de setembro de 2016

54.ª Festa das Vindimas honrou o mote "Palmela és linda!"


A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública de 7 de setembro, uma saudação à 54.ª Festa das Vindimas, pelo sucesso do certame, extensiva à organização, população, produtores e vitivinicultores, movimento associativo local, forças de segurança, trabalhadores do município e Junta de Freguesia de Palmela.
Segue, abaixo, o texto integral da Saudação:
“Entre 1 e 6 de setembro, Palmela brilhou com dias repletos de simbolismo e tradição. Milhares de visitantes procuraram esta vila milenar para celebrar o final do verão, a colheita abundante e os frutos desta terra generosa. Esta é a festa rainha da cultura da vinha e do vinho, símbolos da identidade deste território, que soube receber e proporcionou seis dias de grande animação e convívio, honrando o mote “Palmela és linda”.
A Câmara Municipal de Palmela, na defesa de um desenvolvimento sustentável, assente na qualificação dos produtos endógenos e na tradição e identidade locais, apresenta à Associação de Festas de Palmela – Festa das Vindimas, o agradecimento pelo trabalho realizado e pelo esforço e empenho demonstrados, os quais permitiram o sucesso daquele que é o mais antigo evento do género em Portugal, contribuindo para a valorização do território vitivinícola, da sua história e das suas gentes.
Além da Associação, é importante sublinhar o papel dos produtores e vitivinicultores, as associações de Palmela, bem como outros agentes locais que, voluntariamente ou no cumprimento das suas funções profissionais, trabalharam arduamente, ao longo dos últimos meses para que a Festa apresentasse a qualidade que Palmela merece, com a maior segurança e conforto. Bombeiras/os, GNR, Proteção Civil, trabalhadores/as da Câmara Municipal de Palmela e a Junta de Freguesia de Palmela merecem um profundo reconhecimento de toda a comunidade pela forma competente e dedicada com que deram o seu contributo para esta edição da Festa das Vindimas.
Reunida a 7 de setembro de 2016, no Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela, a Câmara Municipal de Palmela saúda a 54.ª Festa das Vindimas, a Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas, as mulheres e os homens que lhe deram vida, bem como a população, pelo sucesso do certame, que continua a afirmar-se como uma excelente montra de promoção cultural e turística do concelho e da região”.

Município e comunidade escolar continuam a reivindicar Pavilhão Desportivo na Escola Secundária de Palmela


A Câmara Municipal de Palmela aprovou, por unanimidade, na reunião pública realizada a 7 de setembro, uma moção  relativa à construção do pavilhão desportivo da Escola Secundária de Palmela, uma reivindicação da comunidade, com mais de uma década e meia e que tem contado com a total solidariedade e empenho do Município, apesar de se tratar de uma responsabilidade da Administração Central.

Segue, abaixo, o texto integral da Moção:

“Iniciamos, dentro de dias, mais um ano letivo. No nosso território, 1200 alunos da Escola Secundária de Palmela continuarão a não usufruir de instalações desportivas cobertas. Mantém-se, assim, uma situação que, há mais de uma década e meia, inviabiliza a plena prática da disciplina de Educação Física, durante grande parte do período escolar.
A Câmara Municipal de Palmela tem mantido, ao longo destes anos, uma total solidariedade com os alunos, pais e encarregados de educação e professores, que vêem com grande preocupação e tristeza esta limitação de uma componente educativa essencial para o desenvolvimento integral dos jovens. Como noutras áreas, cujo investimento é da responsabilidade da Administração Central, o Município tem procurado fazer parte da solução e temos exemplos de como o nosso contributo tem sido decisivo para a sua concretização.
Foi nesse sentido que, na sequência de várias reuniões com membros do governo anterior, em que foi admitida a possibilidade de construção de um equipamento que servisse a escola e a comunidade, o Município de Palmela apresentou, já ao actual governo, em novembro de 2015, duas propostas concretas de trabalho, que admitiam a comparticipação na construção do equipamento ou, em alternativa, uma comparticipação menor e a assunção dos custos de gestão, manutenção e recursos humanos necessários ao seu funcionamento.
Após uma reunião, em maio último, com a secretária de Estado Adjunta e da Educação sobre estas propostas, e apesar das frequentes insistências para um ponto de situação, como ficara acordado, o Município não conseguiu obter qualquer resposta, fazendo supor que a construção do pavilhão desportivo da Escola Secundária de Palmela continuará a ser adiada.
  
Reunida em sessão pública, a 7 de Setembro de 2016, na Biblioteca de Palmela, a Câmara Municipal delibera:
- expressar a sua profunda incompreensão face à ausência de resposta do Ministério da Educação, em oposição aos esforços e expectativas do Município e da comunidade educativa, numa altura em que se constrói o Orçamento Municipal, que deveria incluir verba para este investimento;
- manifestar grande preocupação por mais um ano em que se privam os alunos da Escola Secundária de Palmela da plena prática de Educação Física, disciplina cada vez mais reconhecida como fundamental no desenvolvimento das crianças e jovens;
- afirmar a sua determinação em continuar a reivindicar este equipamento desportivo, com a convicção de interpretar o sentimento da comunidade escolar e dos munícipes, num concelho onde o Desporto Escolar e a atividade física envolvem milhares de pessoas, com reconhecidos resultados na região e no país.
- enviar a presente moção às seguintes entidades:
- Grupos Parlamentares da Assembleia da República
- Primeiro-Ministro
- Ministro da Educação
- Secretária de Estado Adjunta e da Educação
- Conselho Metropolitano de Lisboa
- Assembleia Municipal de Palmela
- Juntas de Freguesia do concelho
- Assembleia de Freguesia de Palmela
- Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária de Palmela
- Associação de Estudantes da Escola Secundária de Palmela
- Direção da Escola Secundária de Palmela
- Conselho Geral da Escola Secundária de Palmela
- Grupo de Professores de Educação Física da Escola Secundária de Palmela
- Conselho Municipal de Educação
- Conselho Municipal de Juventude
- Comunicação Social”.

Ciclismo de elite e popular em Palmela



Nos dias 1 e 2 de outubro, Palmela viverá um fim de semana de festa desportiva, com a realização da 1ª Rampa de Palmela, do Campeonato Nacional de Rampa e da Granfondo da Arrábida, iniciativas que contam com o apoio da Câmara Municipal.

A 1ª Rampa de Palmela (Prova Aberta)  e o Campeonato Nacional de Rampa (Júniores, Elites e Masters), são provas organizadas pelas Federação Portuguesa de Ciclismo e Associação de Ciclismo do Distrito de Setúbal, que decorrem no dia 1, às 14h00 e 15h00, respetivamente, com partida do Vale de Barris e chegada ao Castelo de Palmela.
Os interessados em participar na 1ª Rampa de Palmela, poderão inscrever-se até dia 27, através da Associação de Ciclismo de Setúbal (telm.966067209 ou e-mail  ciclismo_setubal@sapo.pt).
No dia 2, Palmela acolhe a 2ª edição da Granfondo da Arrábida, uma parceria do Município com a Lima&Limão Cycling Services, com os ciclistas profissionais Ruben Guerreiro e Rafael Reis como embaixadores. Este ano, haverá dois percursos – a Granfondo, com 134 km e um acumulado de +2000 m, contando com o Prémio de Montanha e a Minifondo, com 65 km e +400 m de acumulado. O Castelo de Palmela recebe a partida e a chegada das provas, com início às 9h00 e Celebração de Pódio cerca das 14h00. Mais informações e inscrições em http://www.arrabidagranfondo.com/pt/.
O ciclismo é, cada vez mais, uma modalidade forte e com tradição no concelho de Palmela, com clubes e atletas a afirmarem-se nos níveis nacional e internacional, em todas as disciplinas.

O território tem uma vocação  natural para a prática do ciclismo como têm vindo a demostrar os diversos eventos aqui promovidos, trazendo, anualmente, à vila, muitos praticantes e associando a prática desportiva à promoção turística do concelho.